sábado, 22 de agosto de 2009

Carta ao senador Flávio Arns

19/08/2009

Prezado Senador Flávio Arns,

Me surpreendi quando , dias atrás, o senhor - da tribuna do Senado - ousou fazer críticas à maneira como o ministro Temporão está conduzindo a questão da epidemia da gripe H1N1 no Brasil, ressaltando as consequencias graves deste procedimento falho nas populações de diferentes regiões do país, havendo o senhor enfatizado mais o caos na Saúde no Paraná por ser o seu Estado de origem.

Minha surpresa se deu pelo fato do senhor, sendo petista, ousar se contrapor a um ministro do governo Lula , fazendo-lhe críticas. Isto é inédito.
Ousei , por isso, escrever-lhe naquela ocasião falando de minha preocupação neste tema da gripe , tendo recebido pronta resposta de sua assessoria.

Hoje, já menos surpresa consigo, entendi e admirei sua reação diante do final constrangedor escolhido por senadores petistas e aliados ao decidirem pelo arquivamento das denúncias consistentes contra o senador Sarney. O senhor se envergonhou, assim como eu e milhares de brasileiros, pelo mal que estes políticos causaram, mais uma vez, ao Senado e ao Brasil como um todo. E vi que o senhor não recuou. Expôs sua profunda indignação frente às câmeras de TV, e ao dar visão à nação dela, de certa forma deu visibilidade também à nossa, pelo que lhe sou muito grata.

Nenhuma nação será grande só crescendo no PIB...Pois se , pelo exemplo que vem de cima, o seu povo for induzido a pensar que tudo vale para se atingir um objetivo: mentir, comprar consciências, prevaricar, passar rasteiras, e às vezes, até matar... está se destruindo o futuro de um Povo e com ele a Nação Brasileira.

Cordialmente,

Mara Montezuma Assaf / São Paulo - SP
Postar um comentário