domingo, 19 de julho de 2009

SARNEY APELA PARA SÊNECA

SARNEY- Sêneca- publicado no Diário do Gde ABC e jornal O Povo- CE em 19-07-09

No seu discurso Sarney apelou à Sêneca citando três palavras, em referência às injustiças que disse estar sofrendo, e que essas injustiças só podem ser combatidas com três coisas: silêncio, paciência e tempo. Sarney não nega que é raposa velha quando fala. As três coisas que mais ele precisou nesses anos todos de vida pública foram literalmente as palavras de Sêneca. Sarney permaneceu em silêncio quando a súmula 13 que proibia o nepotismo foi aprovada e manteve seus parentes e amigos empregados, ignorando a lei e suas consequências.Teve paciência quando foi chamado de dono do Maranhão e resolveu se apoderar do Amapá, e tempo suficiente para nesses 50 anos, nomear pessoas à sua volta que lhe foram leais e gratas até na hora em que devolveu o governo do Maranhão à sua filha, mesmo tendo ela pendências com a justiça. Não é o que acontece com a sociedade. Há muito tempo ela perdeu a paciência e vem resistindo bravamente para não deixar que o tempo e o silêncio engulam mais esse descalabro.
Izabel Avallone
Postar um comentário