terça-feira, 28 de julho de 2009

O CLÃ DA VERGONHA

O clã da vergonha - publicado no Diário da Manhã em 27/07/2009

Seguem as denúncias envolvendo o clã Sarney. Agora de uma área registrada em nome da Adpart, que tem como sócios José Sarney e sua neta Ana Clara e que funciona na casa de R$ 4 milhões no Lago Sul de Brasília (não declarada no Imposto de Renda), que tem outros donos, o que, é claro, é negado pelo senador. Apesar do patrimônio da família ultrapassar a casa dos R$ 200 milhões, o que chama a atenção é o interesse pela área onde há perspectiva de exploração de petróleo e gás natural e a declaração de renda do senador que desde 2001 é quase a mesma, pois ele repassa os ativos aos filhos por meio de doações. A Ilha de Curupu, herdada da família de Marly Sarney, se origina de uma doação feita a frei Francisco Mata Borges no século 18. Pelo visto, a fortuna vem há séculos se multiplicando, mas se realmente alguém quiser ir a fundo nas investigações verificará que Sarney é dono do Maranhão e outros pedaços do Brasil. Há muito a ser esclarecido, resta saber quem vai meter a mão na cumbuca de um homem tão incomum e cuja biografia é um exemplo a não ser seguido! Será que Sarney também não comprou a Petrobrás? Tudo é possível quando poder e dinheiro andam juntos. Mas uma coisa é certa: quando o homem vem ao mundo ele vem de mãos vazias e quando volta também. Izabel Avallone, de São Paulo-SP
Postar um comentário