quinta-feira, 7 de maio de 2009

Bah! Há gaúchos e gaúchos

07/05/2009


Deputado Sérgio Moraes,

Não me surpreende o teor de seu vomitório, pois é bem digno da escumalha que se alçou ao Congresso através dos votos de pessoas humildes e/ou da mesma laia dos candidatos. Afinidade é coisa que não se discute. Ouso afirmar que o deputado Edmar Alves é tão inocente das acusações que lhe fazem como o senhor é um relator isento e imparcial nas suas apreciações, além de muito respeitoso com os cidadãos brasileiros que desgraçadamente ainda ajudam a pagar seu salário e todas as suas mordomias, e por 7 mandatos! Parece que esse longo tempo lhe deu a sensação de que já é dono de cadeira cativa, e por isso sentiu-se livre para soltar seu destampatório chegando a dizer que não vê nada de mais se a verba indenizatória de Edmar foi usada em empresas próprias, pois segundo o senhor afirma: "a verba é dele"...O senhor não é dono dessa cadeira, ela pode lhe ser tirada sabia? e nem Edmar pode construir castelo sem provar renda compatível e muito menos usar verba indenizatória ao seu bel prazer...porque esse dinheiro é do erário, gerado pelo pagamento de impostos. Portanto, esse dinheiro é nosso , jamais de Edmar que não soube nem usá-lo com compostura.
Os senhores se merecem, sem dúvida!

Entretanto, o que mais me incomoda é sua afirmação : "Estou me lixando para a opinião pública" ...
Não , o senhor não se expressou bem, o senhor está se lixando é para a opinião daqueles que jamais votariam em sua pessoa , por incompatibilidade moral, ética e estomacal. Porque o "seu público" é afinado com seu discurso e com seu pensamento, tanto que lhe dedica o voto a ser colocado na urna, que neste caso, virou lixeira.

Dias melhores virão, deputado, tudo é cíclico...nós aguardaremos lutando porque sabemos que nada cai do céu, a não ser passagens aéreas, verbas indenizatórias e quetais, mas interessantes que estas bençãos só caem sobre as cabeças dos políticos...ainda que saídas de nossos bolsos!

Descordialmente,

Mara Montezuma Assaf/SP
Postar um comentário